26 de Junho, 2022

A História e as principais regiões de vinhos portugueses

A tradição da produção de vinhos em Portugal é algo que perdura há muito tempo

A tradição da produção de vinhos em Portugal é algo que perdura há muito tempo. Há registos de que a bebida é produzida no território lusitano desde pelo menos 2.000 a.C. pelos tartessos, povo que habitava a Península Ibérica à época. Outras civilizações, como os fenícios, também contribuíram com o advento de novas técnicas e uvas na região.

Se você já teve em mãos um vinho português, sabe que muitas vezes não se encontram no rótulo informações a respeito da uva utilizada como matéria-prima. Isso ocorre porque cada região do país desenvolveu técnicas de vinificação, o que acaba sendo mais importante para o consumidor do que a cepa utilizada.

Douro

Local de produção do Vinho do Porto, é uma das regiões vinícolas mais importantes do mundo – e possivelmente uma das mais antigas. Com lindas paisagens, é banhada pelo rio Douro, que nasce na Espanha e deságua no Atlântico.

O clima é bastante intenso: o inverno é rigoroso, e o verão, excessivamente quente. Já o solo é um misto de granito e xisto, rico em nutrientes que permitem a penetração de raízes em busca de água do rio.

Alentejo

O Alentejo, ao contrário da região anterior, fica no sul de Portugal, e por isso muitas das condições são significativamente diferentes: o solo é composto de xisto e areia, a altitude é mais baixa e o clima é quente, com invernos amenos e baixa incidência de chuvas.

Em sua maioria, os vinhos alentejanos são tintos encorpados. Entre as principais vinhas plantadas na região, estão as portuguesas Alfrocheiro, Alicante Bouschet, Aragonez e Touriga Nacional. Também é possível encontrar vinhos feitos de Cabernet Sauvignon e Syrah.

Por Garrafeira Mundo
magnifiercrossmenu linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram